Quem manda sou eu!

Um chefe de departamento, bem chato, achando que seus subordinados não estavam mais respeitando sua liderança, resolveu colocar a seguinte placa na porta de seu escritório logo que chegou pela manhã:

“AQUI QUEM MANDA SOU EU”.


Ao voltar de uma reunião, encontrou o seguinte bilhete junto à placa:

“SUA ESPOSA LIGOU E DISSE QUE É PARA O SENHOR LEVAR A PLACA DELA DE VOLTA”.

Anúncios

Dercy Gonçalves no Céu

– Porra tá frio aqui em cima.
– O céu não tem temperatura, minha senhora – pondera um porteiro celestial de plantão..
– Não tem o cacête. Tá frio sim senhor – insiste Dercy.
– Prefere o inferno? Lá é mais quentinho!
– Manda tua mãe pra lá. Cadê o Pedro?
– Pedro só atende aos purificados.
– E eu tô suja por acaso? Tô cagada, esporreada?
– Você primeiro tem que passar pelo purgatório, ajustar umas continhas…
– Não devo nada a viado nenhum.
– Você foi muito sapeca lá por baixo.
– Como é que você sabe? Andava escondido debaixo das minhas saias?
– Dercy, daqui de cima a gente vê tudo.
– Vê porra nenhuma. Vê a pobreza, a violência, meninas de 4 anos sendo estupradas pelos pais, político metendo a mão no dinheiro dos pobres, carinha cheirando até bosta pra ficar doidão? O que vocês vêem? Só me viam?
– Você fala muito palavrão.
– Eu sempre disse que o palavrão estava na cabeça de quem escutava.
Palavrão é a fome, a falta de moral destes caras que pensam que o mundo é deles. Esses goelas grandes e seus assessores laranjas, tangerinas e o cacête!
– Está vendo? Outro palavrão.
– Cacête é palavrão, seu porteiro do caralho? Palavrão é a Puta Que o Pariu!
(silêncio por alguns segundos)
– Seja bem vinda Dercy. Sou Pedro. Pode entrar.
– CARAAAAAALHO!!! Não é que eu morri mesmo?!!! E o purgatório?
– Você já passou 101 anos por ele, lá na Terra. Venha descansar!!

Alguém explica?

Olá pessoas,

Desculpem o sumiço esses dias, mas estava ocupada com a Samira aqui em casa. Na segunda-feira fomos a Oslo e andamos feito camelo no deserto, exceto pela parte de que no deserto não faz frio, é claro. Voltei morta, mas ainda quero ir mais uma vez para visitar outros lugares. Ontem Sami foi para a Suécia de manhã cedo e eu pensei que poderia relaxar com meu marido à noite… Até um amigo dele chegar de surpresa aqui e ABRIR  a porta! Na hora pensei “Como assim? E se eu estivesse aqui na cozinha no maior amasso com Espen? Povo estranho.

Depois do jantar fomos comer um pedaço de bolo com os vizinhos aqui de baixo, tão gentis que eu esqueci um pouco do medo de estar entre os noruegueses. Espero em breve poder conversar com eles em norueguês. Sabe quando você se sente à vontade perto de alguém? Pois é.. eles são realmente bacanas.  Depois de uma boa conversa, nos despedimos e subimos para nossa casa.

Eu que esperei pelo Espen o dia todo, pensando que finalmente poderíamos relaxar e ter um tempo à sós, para namorar, depois de longos cinco dias sendo cicerone da minha amiga, tive a desagradável surpresa de ter uma vizinha batendo na nossa porta às onze e meia da noite, na maior cara de pau.

Como não entendo o idioma fiquei só escutando, não fui lá na porta ver o que era, podia ser alguma emergência com os filhos dele, poderia ser alguém que ele conhecesse precisando de ajuda. Não quis  agir por impulso, Espen entrou e disse que ela tinha vindo perguntar se tinha álcool. Não era álcool que usamos para esterelizar as coisas (ou colocar fogo em pessoas inconvenientes como ela), era cachaça, whisky ou  derivados mesmo. Fiquei cega de raiva.

Eu só lembro que perguntei a ele.. quem era, o que ela queria e se ela sabia que ele tinha alguém  na vida dele. Não adiantou ouvir que ela tem namorado (um banana né, para deixar/mandar a mulher ir pedir bebida no vizinho),  por que não veio junto com a ébria perguntar da bebida? Também não adiantou dizer que a maluca já havia ido inclusive fazer o mesmo pedido aos nossos gentis vizinhos de baixo.. foda-se! Como assim, a mulher vem bater na porta do vizinho tão tarde? E se nós estivéssemos transando, dormindo, com crianças em casa, doentes.. sei lá.. heim, heim?

Nessa hora me arrependi de não ter ido até a porta perguntar o que era, quem era a sujeita. Claro que isso arruinou minha noite. Eu tenho horror a pessoas inconvenientes e sem noção, que não usam o bom senso e abusam da boa vontade alheia. E elas abusam mesmo! Acho bom ela não aparecer aqui de novo… Não sou barraqueira, mas detesto isso, se ela voltar vai escutar meia dúzia de coisas. E outra… quer encher a cara? VAI COMPRAR!

Adoro perguntas idiotas

Até porque eu também faço muitas perguntas idiotas. E não estou nem aí se pareço tola. Ha ha! As que mais escuto quando o povo no Brasil me vê online de manhã (madrugada para eles):

– Ainda está acordada?
– Você não dorme não?
– Nossa… até essa hora na net?

E a campeã: – Está frio aí? (por enquanto, meus caros, qualquer mudança de temperatura aqui me faz sentir frio, então sou suspeita para falar)

Ontem uma amiga deixou recado me passando o telefone dela, uma outra me convidou para ir assistir uma aula de dança do ventre na academia perto de onde morava no Rio, eu realmente acho graça.. mas informei a elas da mudança.

Só perdôo porque sei que muitos desses desavisados não sabem (ou esqueceram) que mudei para longe, daí a confusão de achar que sou viciada em internet (sou?) e perco noite de sono aqui. Vocês acham que marido me deixa ficar a madrugada acordada na internet? Haha, neeeem pensar! Além do mais, dormir com ele é melhor que ficar na internet.

Ok, tem dias que fico tentada a esticar um pouco mais minhas horas online, só para assistir a novela da seis da tarde no Brasil. Mas às onze da noite aqui (seis da tarde no BR), já estou com sono. Aliás alguém sabe como anda o Ídolos na Record? Esse fica difícil mesmo acompanhar daqui.

Beijundas

Não é NÃO!

Todo mundo sabe que homem é o ser mais safado do mundo.. (algumas mulheres também são, Ô!). Claro que não se pode controlar o que os outros pensam e acham certo/errado, bonito/feio, bom/ruim. Porém espera-se bom senso de algumas pessoas, aquelas que convivem com você, aquelas que são amigas ou conhecidas. Sei lá.. eu sempre tive a esperança de que se EU faço, se eu ajo de certa maneira, as outras pessoas também poderiam ter a mesma ação. Boba eu né?

Ok, as pessoas são diferentes e por isso agem diferente. Mas cara.. use o bom senso (se você souber o que é isso)!!! Não passa na cabeça do outro que eu posso me ofender ou ficar brava com uma situação? Tudo bem se você é o maior tarado da face da terra, eu entendo que seu casamento, namoro, rolo anda uma droga.. mas há uma enorme distância  entre você imaginar que posso ser a próxima “comidinha” e eu aceitar! Ha ha.. como são idiotas alguns homens….

Situação 1: Reencontrei um casal de amigos da adolescência na missa de sétimo dia pelo falecimento da avó deles. Fui prestar minha solidariedade, já que a irmã do meu amigo era minha melhor amiga e da minha irmã quando éramos mocinhas. Ela foi à missa da minha irmã também. Conversamos um pouco na saída da igreja e tal, rolou aquela coisa de “ahh pega meu e-mail com sua irmã e vamos manter contato”. O cara estava lá com a esposa e os dois filhos. Não vou entrar no mérito de como andava a situação dos dois, isso nem é problema meu, apesar de servir de justificativa e motivo (na cabeça dele) para o que veio depois..

Passaram-se uns dias e nos encontramos na internet, me adicionou no MSN e tals. Obs: fomos namoradinhos na adolescência, devíamos ter eu 13 anos e ele uns 15 na época. Isso significava namorinho bobo mesmo, beijos e mãos dadas, cinema, praia e festinhas juntos. E só! Continuando… sabe quando você está numa vibe diferente, querendo saber o que se passou com o amigo durante aquele longo intervalo na vida e tal ? Então, ele convidou para sair, colocar o papo em dia e eu disse que sim já pensando que iria a irmã dele junto. Ha ha! Aí ele me solta um “Podemos tomar um vinho, conversar num lugar mais discreto (leia-se motel), fica entre nós.. ninguém precisa saber”. Achei desagradável, pois ele sabe que vou me casar e mudar para outro país. Mas vai ver é por causa disso que o mané pensou que eu toparia ou que não seria de mais dar uma pulada de cerca. Enrolei, desconversei, fingi que não entendi e encerrei a conversa.

Surpresa na semana seguinte, o sujeito me ligando.. me deu o telefone dele que eu não salvei no celular.. guardar telefone de quem eu não quero falar para quê, não é? Se tem uma coisa que eu acho cafonérrimo e chato para caraleo é ligar sem se identificar e ficar falando “é o seu admirador”. Nem sei o que ele disse que me fez reconhecer, mas enfim foi uma das ligações mais chatas que eu recebi. Falou, falou e repetiu sei lá quantas vezes que deveríamos sair, que ele me buscava em casa e aquele papo furado e eu tentando não perder a educação, mas no final tive que cortar a dele. Mesmo assim, prometeu ligar de novo, e ligou! Eu não atendi mais, dessa vez gravei o nome do infeliz no cel para saber que É ele!

Situação 2: Uma grande amiga teve uma paixão por esse rapaz em questão e foi o Ó para a coitada esquecê-lo, nos reunimos umas vezes na minha casa (eu e um rolinho que eu tinha na época, que era amigo desta peça, ela e o bendito). Passou o tempo e por fim a história com ele estava esfriando, pensei “que bom para minha amiga”. Ninguém merece arrastar cachorro morto por causa de homem! A primeira cantada veio nessa época, fugi dele o quanto pude e fui direta, não dá! Eles não tinham mais nada, mas imagina o climão horrível que ficaria entre eu e minha amiga? Pensa que ele se preocupava com isso? Nem aí…

E hoje eis que surge a peça rara de novo no MSN. Enquanto o papo era sobre as novidades da vida, o que estávamos fazendo, se eu ia mesmo me mudar do Brasil, estava tudo bem. Até ele dizer, “poxa.. queria te convidar para tomar um vinho aqui em casa antes de você ir embora”.. reparem que o cara de pau nem quer se dar o trabalho de sair de casa, eu que vá até ele. Hahaha… Falei, vou reunir os amigos no lugar tal, apareça por lá para se despedir de mim. Ao que ele retrucou “Vou me sentir deslocado e eu queria mesmo era ficar a sós com você para conversarmos melhor”.

Falei que não daria mesmo, que isso não era possível e que sabia a intenção dele não era conversar comigo. Cara de pau que só ele me diz “eu sei que você sabe.. aliás você sempre soube que sou a fim de ficar contigo, mesmo sabendo que você não quer.. não custa tentar, vai que um dia eu sou sorte?”. Só disse à ele “Senta e espera…”

Por que alguns homens acham que por meu noivo estar longe eu preciso transar com outros? Fácil não é ficar sem ele, sem sexo.. mas eu também não quero outros. Eu heim.. cada pergunta que eu ouço sobre isso. Não é NÃO mesmo!

Rafael Pipoca… continua vivo?

Oi amigos, leitores e curiosos..

Vocês devem se lembrar de uma história maluca que contei aqui sobre uma mulher de 30 e poucos anos que se faz passar por homem,  engana a mulherada fingindo ser um lindo, loiro e popular homem de coração enorme e lindos olhos verdes (azuis? Nem lembro mais). Podem ler aqui. Pois bem, mesmo depois de ter sido desmascarada ela continua agindo, cria outros nomes, outros perfis e continua sua caça pela internet por mulheres interessantes.

Honestamente para mim isso já é passado, mas acho absurdo essa doida continuar fazendo isso. Aliás no final nem eu sei mais se é mesmo uma mulher ou se foi o tal Bagunça quem criou isso tudo, se fez passar por Rafael Pipoca, Leonardo Werneck, Alexandre, Eduardo e suas variáveis. Vai saber? Há tempos não falo com ele, deletei dos meus contatos e não sinto a menor falta.

Obviamente nossos depoimentos e blogs falando sobre o assunto não colocarão fim na loucura alheia, podem até alimentar mais ainda, tem gente muito freak por aí. Mas acho válido deixar aqui o alerta mais uma vez. Existe um perfil criado no Orkut com fotos do sujeito para quem quiser conferir (as fotos que eu tinha nem sei onde meti). O link é esse  Rafael Pipoca e tem também o blog Ele não Existe criado por mais uma das suas vítimas.

Que isso sirva de alerta e que alguma coisa (ou alguém) dê um corretivo nessa pessoa.