Ticker no Facebook

Constantemente vejo meus amigos e conhecidos reclamando do Ticker (mural de Novidades para quem usa em Português), de que não querem que apareça nesse mural no Feeds (Página Inicial) os comentários e Likes. O Facebook mudou bastante e isso incluí o controle de privacidade. No começo eu estranhei, mas depois aprendi a usar e assim é interessante.

Deixa eu explicar uma coisa: desde a mudança em setembro, quando foi anunciada a Timeline (Linha do Tempo), a configuração de privacidade mudou também. Ficou mais ampla e eu gostei muito disso. As pessoas podem  ler o que você posta como Público (Post, fotos, álbuns) mesmo que não estejam na sua lista de contatos. Se você não quer que estranhos leiam nada, vejam nada, nunca escreva um post ou compartilhe algo como PÚBLICO no seu perfil.

A minha opção de privacidade é para AMIGOS, esses tem acesso total às minhas fotos, vídeos, comentários, posts, etc. Porém, algumas coisas eu deixo aberto, poucos álbuns de fotos, alguns links interessantes que posto na minha Timeline, vídeos, frases engraçadas por exemplo. Posso mudar a configuração disso diretamente quando escrevo o post, quando publico um link ou crio um álbum de fotos e isso não altera a minha configuração geral, que continua sendo somente para amigos. Quem está na minha lista como Restrito vê meu perfil da mesma forma que os que não estão na minha lista vêem.

Voltando ao Ticker, a questão é que muitos estão preocupados em ter seus comentários e Likes sendo exibidos no Ticker, o mural à direita em Home Feeds (Página Inicial). No HELP do Facebook diz que comentários e likes que aparecem no Ticker são vistos por todos que tem acesso ao post original.

Explico: Se eu publicar uma foto num álbum onde somente minha família e você tem acesso, clicando em Like ou comentando nessa foto, todos que podem ver esse álbum (minha família), verão também o seu comentário/like e isso aparecerá no Ticker para eles, para mim e para você. Se eu comento em algum post, link, vídeo seu, o mesmo acontece comigo. Dependendo da sua configuração de privacidade para o item, o que eu comentei será mostrado para quem tem acesso ao post, foto etc. Se estiver como Público, (ferrou!) TODOS no FB verão isso.

O Facebook é bem claro sobre isso:

Quem pode ver históricos sobre meus comentários e o que eu curto no recurso Novidades?
Para controlar os históricos sobre suas atividades de comentários em Novidades e no Feed de notícias, verifique sempre quem pode ver a privacidade das publicações sobre as quais está comentando. Saiba mais sobre privacidade de compartilhamento. Se você não se sentir à vontade com quem vê a publicação, não comente sobre ela nem clique em curtir sob ela. Se fizer isso, um histórico sobre sua atividade poderá aparecer no Facebook, incluindo em sua linha do tempo (perfil), em Feed de notícias e em Novidades.

Lembre-se de que seus comentários e o que você curte ficam visíveis somente para as pessoas que podem ver a publicação original. Por exemplo, você pode comentar sobre uma foto que um parente seu publicou somente para a família. Um amigo seu que não pode ver a foto não verá um histórico em Novidades sobre seu comentário.

Observe que cancelar a inscrição para ver comentários e o que um amigo curte em seu Feed de notícias não tem influência sobre o fato de seus amigos verem quando você faz comentários ou curte suas publicações.

Podem ler mais no link do Help do site. Leiam também sobre como funciona o Compartilhamento no site. E por favor, parem de mandar as pessoas acessarem o seu perfil e DESMARCAREM a opção Comments/Likes do Subscribe no seu perfil, porque isso não muda o que aparece no bendito Ticker. Isso só faz os seus amigos pararem de receber atualizações sobre o que VOCÊ escreveu no SEU PERFIL.

Fui orientar uma moça sobre isso e acho que ela não gostou muito, porque ela “tinha certeza” que bastava nos fazer unsubscribe o comments and likes no perfil dela e isso não apareceria mais no Ticker. Eu ri e não fiz o que ela pediu, obviamente.. Leiam mais, se informem. Quando algo começa a aparecer estranho para mim, vou atrás das informações no Help e se não achar mando email, fuço nos fóruns. Enfim.. eu tento saber a razão daquilo e se posso mudar.

O mesmo vale para quem tem adiciona malas sem alça, amigos da onça, fofoqueiros de plantão e todo o tipo de curiosos, vampiros emocionais e etc e depois ficam se queixando que “esse alguém” a julga mal, fala porcaria ou faz comentários maldosos e desagradáveis. Seja seletivo e não adicione essas pessoas. E, se for inevitável, adicione o mala, mas restrinja o acesso dele ao que você escreve, publica, você tem essa opção! Tem uns que depois de um tempo, só merecem mesmo O BLOCK! Só assim para deixar de existir para o sujeito na rede social.

Se precisarem de ajuda, me escrevam dani@donapedrinha.com , eu adoro ajudar, ensinar o que sei, aprendi, descobri.

Beijundas

Filtro Solar engorda

Em entrevista concedida ao blog Arrase! O Dr. Lair Ribeiro faz revelações surpreendentes sobre o uso do filtro solar. Dados que nunca são divulgados, esclarecidos de maneira acessível pelo consagrado médico e autor.

Os filtros solares não funcionam?
Dr. Lair Ribeiro: Os filtros solares em sua maioria não funcionam e ainda engordam. Porque não funcionam: O que causa estragos na pele são os raios UVA, e a maioria dos filtros solares brasileiros só protegem contra os raios UVB. As pessoas usam filtros solares comerciais sem saber que não estão sendo protegidas dos raios que realmente causam os estragos: Os raios UVA. As marcas de filtros solares costumam citar na embalagem “proteção UVA/UVB” e logo em seguida citam algo como “proteção de largo espectro”. Isso quer dizer que a proteção UVB é a indicada no rótulo: FPS 15, 30 ou qualquer outro, mas a proteção UVA que é medida em PPD não existe, fica disfarçada com a tal frase “proteção de largo espectro”. Isso é uma forma genérica de não se dizer nada, uma forma de disfarçar a falta de proteção UVA.

E quanto ao fato do filtro solar engordar?
Dr. Lair Ribeiro: Engordam. Por exemplo, outro dia uma moça me mostrou com orgulho um tubo de filtro solar FPS 100, disse que havia pagado uma fortuna e que achava que agora estava protegida. E eu perguntei: Desde quando você está usando esse filtro? Há alguns meses.  E quantos quilos você engordou desde que começou a usar esse filtro? Ela parou, pensou e disse: uns sete quilos.

Isso é uma verdade que quase ninguém sabe isso não é divulgado. Os filtros solares brasileiros em sua maioria contêm como agente principal uma substância chamada 4-metil benzilideno cânfora (4-mbc). Essa substância bloqueia a função da tireóide e com isso a atividade estrogênica cresce, o nível de estrogênio aumenta. Em resumo: o 4-metil benzilideno cânfora é absorvido através da pele e desencadeia uma maior produção de estrogênio que é um hormônio feminino.

O aumento de estrogênio engorda e faz aparecer a celulite. Nos homens que usam filtro solar, ocorre o aumento do tecido mamário e o arredondamento dos glúteos, dando-lhes uma forma típica do corpo feminino. O homem fica com ‘peito e bunda’. Além desses fatores, o 4-metil benzilideno cânfora é altamente cancerígeno. Por todos esses motivos, o 4-metil benzilideno cânfora é uma substância que está proibida em muitos países, mas não no Brasil.

Podemos engordar mesmo se usarmos esses filtros solares comuns só em uma área pequena como o rosto?
Dr. Lair Ribeiro: Sim, dá no mesmo. O rosto é um lugar que absorve muito.

Existe algum filtro solar que não engorde?
Dr. Lair Ribeiro: Filtros solares que tenham Tinosorb como princípio ativo, já que essa substância protege dos raios UVA, não engorda e não é cancerígena.

O sol afinal é causador de problemas ou não?
Dr. Lair Ribeiro: Em 1903, o Dr. Niels Ryberg Finsen ganhou o prêmio Nobel de medicina estimulando o uso da luz solar na cura de doenças. Ele já sabia na época, que o sol desencadeia a produção de hormônio D3 (o que conhecemos como vitamina D, mas que na verdade é um hormônio). A partir daí, muitas doenças foram tratadas com a luz solar. Hoje sabemos que a vitamina D é o hormônio mais poderoso no corpo humano, e é responsável por controlar pelo menos 10% dos genes do corpo de uma pessoa.

Atualmente, existe uma deficiência de vitamina D nas pessoas. Elas acordam, entram no carro na garagem sem sol, dirigem até o trabalho onde passam no mínimo 8 horas sem sol, voltam para casa à noite. Não tomam sol, e quando tomam, tomam com medo, se instalou uma paranóia de que o sol faz mal, tomam sol cheias de filtros solares que não bloqueiam o que realmente causa danos: raios UVA. As pessoas têm medo de ficar com melanoma (câncer de pele) se tomarem sol, mas paradoxalmente, quanto menos as pessoas tomam sol no mundo, mais cresce a incidência de melanoma e de cânceres diversos como de pulmão, próstata, colo, e de doenças como o diabetes, o raquitismo, doenças cardíacas, perda de dentes. A incidência dessas doenças aumenta na medida em que as pessoas se afastam do sol. O sol diminuiu e o melanoma aumentou. As pessoas não sabem que a maioria dos casos de câncer de pele aparecem em áreas onde não se toma sol: área interna da coxa, axilas, etc.

E como se proteger do fotoenvelhecimento?
Dr. Lair Ribeiro: De nada adianta tentar combater o fotoenvelhecimento usando filtros que não protegem dos raios UVA. Além disso, o que mais envelhece o ser humano é a falta de produção de vitamina D. Entre os 20 e os 70 anos de idade, o ser humano vai perdendo a capacidade plena de produção de vitamina D, o que só é conseguido tomando sol diariamente, e não fugindo do sol como as pessoas vêm fazendo. Usar um filtro que proteja dos raios UVA ajuda muito também.

Como escolher um filtro solar eficiente e que não engorde?
Dr. Lair Ribeiro: Filtro solar eficiente é o que tenha proteção UVA e UVB. Pouco adianta usar um filtro que proteja somente contra raios UVB. E filtro solar que não engorda não deve conter 4-metil benzilideno cânfora (4-mbc).

Como saber se o filtro escolhido protege contra os raios UVA?
Dr. Lair Ribeiro: Para começar, as pessoas já erram jogando dinheiro fora com filtros solares com altos índices FPS sem saber o que estão fazendo.

Para entender corretamente, FPS é o índice que determina o tempo em que uma pessoa pode ficar ao sol sem ficar vermelha. Se eu for explicar de uma maneira acessível seria assim: uma pessoa vai para o sol ao meio dia, de biquíni, liga o cronômetro e marca quantos minutos leva para sua pele começar a ficar vermelha. Vamos dizer que a pele dela começou a ficar vermelha em 20 minutos. Se essa pessoa resolver usar um filtro com FPS 15, isso quer dizer que sua pele estaria protegida por um tempo 15 vezes maior: 20 X 15 = 300. Nesse caso isso daria 300 minutos ou 5 horas, o que significa que com esse FPS essa pessoa poderia ficar ao sol por 5 horas sem ficar vermelha.

Se a mesma pessoa resolvesse usar um filtro com FPS 70, estaria protegida por 15 X 70 = 1400 minutos, ou 20 horas. Mas quem fica 20 horas sob o sol? As pessoas gastam dinheiro com filtros de FPS elevados sem se darem conta de que isso é inútil, dinheiro indo pelo ralo abaixo. Uma pessoa comum não fica 20 horas sob o sol, quando muito, fica em torno de 4 ou 5 horas. Assim, usar um filtro solar de FPS 70 no caso dessa pessoa, é uma besteira, uma idiotice. Se vc costuma ficar entre 3 e 4 horas no sol, um filtro solar FPS 8 ou 10 é mais que suficiente. O erro já começa aí.

O índice FPS indica quanto o produto protege contra a radiação UVB. O índice PPD indica quanto o produto protege contra a radiação UVA. As pessoas estão acostumadas a ver qual é o FPS, mas o que elas devem checar mesmo é se no rótulo do produto consta o PPD, ou seja, o fator de proteção contra raios UVA. Somente se estiver escrito o PPD no rótulo, o produto será útil contra os raios UVA.

Qual o índice PPD adequado para proteção contra raios UVA?
Dr. Lair Ribeiro: O índice adequado de PPD é sempre aquele que estiver numa quantidade em ao menos metade do índice FPS. Por exemplo, se você comprar um filtro solar com FPS 30, o fator adequado de proteção PPD será 15. (metade de 30 = 15). Verifique sempre na embalagem se constam esses dois índices: FPS e PPD. Se só constar o FPS, não adianta nada.

Como usar corretamente o filtro solar?
Dr. Lair Ribeiro: Primeiro, usando um filtro que proteja dos raios UVA. Segundo, fazendo uso do filtro de modo adequado: vá para o sol, tome em torno de 20 a 30 minutos de sol sem protetor e somente após esse período passe o protetor, com fator entre 8 e 15.

Como ativar sua Timeline no Facebook

Para ativar sua Timeline no FB, basta seguir o passo a passo, eu coloquei um link no post anterior, mas acho que não ficou bem claro na explicação deles.

Na sua Home Feeds ou Perfil do FB, clique em DEVELOPERS

Clique em BUILD APPS ON FACEBOOK e em seguida no menu à direita no alto da página clique em CREAT NEW APP

Na próxima tela clique em GETTING STARTED TUTORIAL

Ao abrir a próxima página, Canvas Tutorial, role a tela para baixo

E clique em REGISTER YOUR FACEBOOK

Nessa etapa você precisa dar um nome para Display Name e Namespace (com letras minúsculas), clique em ok ou next (eu já não lembro) e você terá essa tela aqui:

É importante continuar o processo clicando em CLOUD SERVICES para ter um host para sua app, sem isso você vai ficar na lista de espera e, apesar de ver seu perfil com a Timeline, os outros continuarão vendo seu perfil com o layout antigo. Clique em GET STARTED e permita acesso e depois clique em LOG IN.

A sua conta do FB deverá ser validade através de um código que será enviado via SMS, meus amigos do Brasil disseram que só funciona para quem tem celular da Tim, Claro ou Nextel. Então, obtendo o código você pode continuar o processo acima e pronto.

Na página do Open Graph basta preencher os campos de ação. Comigo a mensagem era de erro. Mas depois eu dei um refresh na tela e meu perfil já aparecia modificado com a Timeline. Aí é só descobrir as novidades e navegar por ela.

O novo Facebook

Oi pessoas,

Andei sumida desde o casamento do sobrinho porque estava ocupada resolvendo quando voltaria às aulas de norueguês, trabalhando e também administrando umas coisas pessoais. Mas o top subject que tomou meu tempo e pensamentos foram mesmo as mudanças no Facebook.

Desde o dia 22 de setembro muita coisa mudou no perfil e eu estava lá antenada, lendo e me informando para acompanhar. Pela primeira vez posso dizer que  fiquei muito feliz e empolgada com tantas mudanças. Ao contrário de muitos amigos que estão odiando a nova versão do FB. Eu estava pensando em fazer um post sobre elas, mas é tanta coisa que vou me enrolar para falar.

Realmente me identifiquei com o layout, a maneira como navegamos no site a partir de então, o conceito do uso de uma rede social e como isso afeta minha vida na rede. Se antes tinhamos como criar listas/ grupos onde compartilhávamos o que queríamos e restringiamos algumas coisas para determinados grupos de pessoas (sempre tem um quase desconhecido na nossa lista), agora a coisa ficou realmente perfeita!

O próprio FB criou listas automaticamente, no meu caso Family, , Close Friends, Acquaintances (Conhecidos), duas listas com o grupo de amigos das duas últimas empresas onde trabalhei no Brasil Apsa e CIPA, Tønsberg Area (cidade onde eu resido na Noruega) e a melhor de todas Restricted. Eu criei mais duas para poder classificar os amigos que não se encaixavam em nenhuma dessas listas.

Por que melhor de todas? Antes eu havia criado uma lista para esse grupo de pessos que me adicionaram em algum momento, mas que não tenho muito contato, ou me adicionou por causa do City Ville por exemplo, mas tinha que ir em cada álbum de fotos para restringir para esse determinado grupo. E não podia restringi-los de ler e escrever na minha wall, ou bloqueava a wall para todos os amigos ou deixava aberto para quem estava na minha lista de amigos, independente do grupo. Funcionava, mas dava um trabalho chato para caramba. Agora não, basta colocar em Restricted e somente o que eu postar como público (álbuns, posts, vídeos etc) é que essas pessoas vêem, sem falar que eles não podem escrever na minha wall.

Como agora temos a opção “Subscribe” para os perfis, que significa que pessoas que não estão na minha lista de contatos podem “assinar” meu conteúdo público e ler tudo o que eu colocar ali. Alguns só assinam para continuar vendo as atualizações, mas tem outros que também me adicionam como amiga, talvez na tentativa de ver algo mais. Gostei desse recurso, pois me dá opção de manter privado o que não quero compartilhar com um desconhecido que acabou de me adicionar. Isso eu posso mudar no futuro se quiser.

Podemos ouvir música também no FB, ouvir música que os amigos estão ouvindo ou ter acesso a lista do que eles ouvem com frequência. Achei isso muito bom também. O serviço acontece em parceria com o Spotify, alguns amigos e meu filho já usavam esse programa para ouvir música online, álbuns novos dos seus artistas preferidos e tals. Em breve poderemos ler livros e ver filmes também e aí eu te pergunto… Google+ ainda pode “bater” o FB e se tornar a rede social mais usada no mundo? Not.

Para mim o melhor dessa mudança toda foi a TIMELINE. Estava esperando o próprio FB liberar isso nos perfis, mas por enquanto isso só estava disponível para os desenvolvedores. Para nós rola uma espera, mas podemos ativar o recurso nós mesmos e foi isso que eu fiz hoje. Para quem quiser habilitar a sua, basta ler essa reportagem e configurar na sua conta do FB.

Algumas fotos do novo perfil e da minha Timeline.

Novo Layout do Perfil

Navegando na Timeline

Resumo dos meses que você quiser ver

Edição do perfil, também traz uma timeline . Clicando no menu ao lado você pode ver o que fez ao longo dos meses e anos anteriores.

Música no FB.

Para ativar o recurso ouvir música no FB, instalem o Spotify. Clicando no menu à esquerda na Home Feeds uma janela se abre e aí é só seguir as instruções. Dêem uma olhada nos vídeos que foram divulgados, explicando tudo sobre o novo Facebook:  f8 Live – Apps e também o f8 2011 Keynote.

Update!! Nesse link vocês podem ver mais sobre a Timeline.

Enjoy it!

Casamento do sobrinho

Fim de semana movimentado por conta do casamento de Andreas e a doce Christina. Ele tem esse nome por causa do tio, meu querido marido Espen Andreas. Bacana não é?

Os casamentos daqui são bem legais, apesar de algumas diferenças para o casamento no Brasil, que é um grande evento. Aqui também é, obviamente, mas eles são mais reservados (ou bem resolvidos) no quesito convidados, é super comum ter pessoas que só vão assistir a cerimônia na igreja, tem aqueles que vão também para o jantar e festa após a igreja e os que só vão à festa.

A cerimônia foi bem discreta, Christina estava linda num vestido branco bordado tomara que caia, o cabelo adornado por uma tiara. Só senti falta do véu… que sempre dá aquele toque de princesa nas noivas. Fora isso, estava tudo perfeito. Simples, muito bem organizados a festa e o jantar e, claro, o menu servido, indescritível. A comida norueguesa nesses eventos é deliciosa!

Família reunida na chegada dos noivos

Depois da cerimôna na igreja fomos para o local da festa e esperamos os noivos, que estavam fazendo fotos. Enquanto isso rolava uma bebidinha, um champanhe muito bom. Na terceira taça eu já estava vendo o mundo girar e rindo à toa. Até então, eu ainda entendia o que o povo conversava, mas depois de mais umas taças, ficou difícil raciocionar e entender o que diziam.

Meu amado marido e meu sogro querido

Rolaram os tradicionais discursos dos pais, de alguns amigos e dos noivos, a brincadeira de bater nas taças com os talheres para que os noivos subissem nas cadeiras e se beijassem, e em seguida todos batendo com os pés no chão para que eles se beijassem também embaixo da mesa!



Após o maravilhoso jantar, fomos para uma outra área para bebermos e dançarmos até a hora do bolo. Eu já estava para lá de Bagdá, desmanchei o cabelo lindo que Simone arrumou (mas continuei linda) e cai na pista com meu marido e a família. Foi ótimo! Dancei com meu sogro, que é um fofo, com o pai do noivo e com um rapaz que eu nem sei quem é… Na hora que fui pegar meu marido para dançar de novo, o rapaz generosamente pediu permissão para dançar comigo. Não deu nem tempo de dizer não. Disse que sabia que eu era estrangeira, que não falava muito norueguês e que tinha ouvido falar sobre mim mais cedo. Estou famosa e não sei… Ou então estou na boca do povo..hahaa!

Uma coisa que eu adoro aqui é que na hora do bolo, não tem só o bolo dos noivos. Tem vários!!! Um mais gostoso que o outro, fica difícil não encher o prato. Apesar de não ter os tradicionais docinhos de festa e os bem casados como no Brasil, tem essa fartura de bolos, servidos com café sem açúcar.

Não tirei muitas fotos dos bolos e nem da galera se acabando na pista de dança. Estava mais interessada em me divertir e celebrar a felicidade da família com o casamento.

Agradeço a produção de Simone e Dreyd, que me ajudaram a ficar mais bonita. Um beijo

Volta às aulas no curso de norueguês

Hoje foi o primeiro dia do novo ano letivo no curso de norueguês. Achei que iamos voltar direto para as aulas no horário, sala antigos e com o mesmo professor, porém as coisas mudaram. Deram as boas vindas e nos encaminharam às salas com professores que falavam a nossa língua, isso eu achei bacana, um tanto curioso, mas ainda assim bacana. Mesmo me sentindo tentada a seguir a turma que fala inglês…hehe.

Sim, tinha um professor que falava português, mas não é assim  uma Brastemp.. o português dele, pois ele é lindo..ahhaha! Então lá fomos nós para a sala junto com alguns alunos que falavam espanhol também. (Oi?) O mais inusitado foi uma brasileira metida a besta que resolveu ser a tradutora de tudo que a professora de norueguês dizia e também um outro professor que falava espanhol, que se aboletou na sala e explicava para o povo hispânico.

Então as brasileiras que se danassem para entender o norueguês da professora animada ou o espanhol corrido do hola-chica-tu-eres-muy-guapa (fale isso bem rápido.. hahaha!). Eu ri né? Bom, pelo menos entendi algo do que ele disse, ajudado pelo que entendi do norueguês da professora. Mas uma amiga estava lá perdidinha. No final o bonitão que falava português ficou inibido e calado a maior parte do tempo. Tadinho.. ainda disse que o português dele não era lá essas coisas.

A notícia é que mudei de turma. Ainda não sei se isso é bom ou ruim, mas desconfio que estou em nível diferente do da minha antiga turma. Meus amigos ficaram lá com meu super professor.. snif! O Dario, espanhol, que era da minha antiga turma também está comigo nessa nova sala. Ao menos dois latinos no meio de tantos de Eritreia, Palestina e Iraque. Mas tudo bem, será um novo desafio, espero fazer novos amigos e soltar de vez essa língua, a professora é bem simpática e atenciosa. Agora é uma questão de honra e mais ainda de necessidade (muita necessidade). Não aguento mais essa dependência econômica do marido, as crises, limitações e agústias que isso acarreta. E também não gosto de quem me tornei nesse último ano e quero mudar isso.

Foi um dia bom, revi meus amigos e amigas e depois da aula ainda fomos bater perna no shopping para ver as novidades. Tem coisa melhor que sair com as amigas para olhar vitrine?? Melhor mesmo só se eu pudesse comprar, comprar, compraaaaaaar!!!

Sonhar ainda é de graça, ufa!

1 ano de Noruega

Meu amor

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hoje faz exatamente um ano que desembarquei na Noruega e reencontrei o meu amado Espen, com uma bandeira da Noruega nas mãos acenando para mim no aeroporto todo feliz.

Pensei muito antes de escrever esse post, pois, diferente do que muitos pensam, a vida aqui não é fácil o tempo todo. É boa sim, mas tem dificuldades também. Muitas pessoas chegam até meu blog e se encantam com a nossa história de amor e pensam que tirei a sorte grande, que vivo um conto de fadas. Já que muitos se inspiram nisso, fico um pouco preocupada que pensem que é tudo perfeito. Minha gente, a vida é boa sim, ainda mais se vocês estão ao lado de quem amam… porém a realidade é dura às vezes.

O choque cultural é bem ruim, a nossa adaptação demora, isso depende muito de cada pessoa claro, mas é ilusão pensarem que após um ano estará tudo nos eixos. Mentira! O primeiro ano é bem complicado, é tudo ao mesmo tempo agora e não há tempo para tomar fôlego às vezes. Vão anotando aí, venham com o coração e mente abertos e, também, com uma dose extra de paciência.

Paciência com você mesma principalmente (eu me cobro muito e isso me detona), paciência com os outros que pensam, sentem e agem diferente de você. E mais uma coisa, desista de fazer o jogo do contente. Vocês podem ter encontrado o homem dos seus sonhos, mas ele É HUMANO, tem defeitos e tem outra cultura (isso minha filha, muda tudo). Parem de achar que finalmente vocês irão fazer o papel da Cinderela ou Bela Adormecida ok? É vida real mesmo!

E sejam humildes, não encham a boca para dizer que leram tudo sobre como é viver fora, então você SABE como será, que você vai tirar de letra. Seja auto-confiante, mas não seja pretensioso. A vida tem muito a nos ensinar e essa mudança de país tem um poder enorme de fazer todas essas crenças e certezas cairem por terra. E, honestamente, não é possível ter experiência em algo sem viver isso. Teoria e prática tem suas diferenças.

Ainda tem o inverno, o frio aqui é de doer os ossos… e DÓI mesmo! Para nós que nascemos e vivemos num país tropical, o primeiro inverno é um grande desafio. Tem que aprender a se vestir corretamente para não sentir frio, tem que aprender a sair mesmo quando está nevando, mesmo quando o gelo toma conta das calçadas e você escorrega, mesmo quando o vento gelado corta seu rosto como faca afiada, porque passar praticamente seis meses enfiados dentro de casa é o Ó, é uma merda.

E sim, VOCÊ VAI ENGORDAR!!! Hahaha… triste notícia minhas queridas, mas é verdade. Eu cai dentro de tudo gostoso que encontrei aqui, dos molhos aos bolos, muffins e as malditas batatas e biscoitinhos, ainda fui na onda do meu marido que estocava chocolate em casa. No Brasil eu comprava uma barra de chocolate quando tinha vontade e fazia ela durar, para não ter que comprar de novo ou cair na tentação de comer mais por ter algum chocolate de reserva. Já falei para ele parar de comprar assim ou então para esconder de mim. Acho mais difícil resistir à tentação quando SEI que tenho determinada coisa em casa e não posso comer. É melhor NÃO TER, pois assim vou procurar e não vou achar..hehe.

E as longas noites no inverno… ahh que beleza!! Aqui onde moro não é tão ruim, temos algumas poucas horas com luz do dia entre 9h da manhã e 3h da tarde, mas quem mora mais ao norte.. ai ai. É um período de escuridão total, então além do frio tem essa parte para se adaptar também. Nem meu marido gosta muito desse período com pouca luz, pois ele sai para trabalhar e está escuro, quando volta já está escuro de novo, imagine nós que nunca experimentamos isso? Eu até que levei bem, não cai em depressão por causa da escuridão, as razões eram muito mais emocionais para eu ficar deprê. Vamos ver no próximo inverno.

E no meio disso tudo, tem a saudade de casa, dos amigos, da família, da comida, do idioma e até dos programas ruins que você assistia no Brasil e não assume. (Eu morro de saudades do Faustão!) Tem o medo de não conseguir emprego, o medo de não aprender o idioma misturados a uma certeza meio idiota de que não conseguirei… estou falando de mim agora ok? Resumo o primeiro ano na Noruega a muito esforço, muitas descobertas, muito aprendizado.

Só mais uma coisa, uma amiga me relembrou um post que escrevi antes de mudar para cá, sim eu era mais auto-confiante, tinha mais esperança e menos medo. Mas a MINHA vida teve/tem alguns poréns que talvez a de vocês não tenham. A minha experiência pessoal é totalmente diferente da de vocês, os meus problemas idem. Então não foi só a mudança para a Noruega que me afetou e modificou (positiva e negativamente). Mas sim, tudo que está envolvido nisso. Muitos de vocês sabem que tenho problemas com minha mãe que ficou no Brasil e essa é uma parte BEM difícil de lidar estando longe. Ela também não é fácil de lidar e é meu filho quem está lá com ela sem saber o que fazer também. Eu fico mal aqui por ver que as coisas não estão indo bem.

Agradeço a tentativa de me fazer lembrar que as coisas podem ser diferentes, mais positivas, que devo ter mais fé em mim mesma, mas não me julguem sem antes terem calçado meus sapatos e andado pela minha estrada ok? Eu ainda estou em período de adaptação, ainda estou descobrindo o que é bom, ruim, melhor ou pior. Não quero ficar fingindo felicidade o tempo todo. Isso não é real, não sou eu.

E para não terminar em clima de enterro…. eu preciso dizer mais uma vez que sou apaixonada pelo meu marido e pela natureza da Noruega, por esse céu tão azul e pelas muitas cores que vemos por aqui, mesmo no inverno quando a natureza adormece, o céu nos brinda com luzes e cores indiscritíveis. Pena que ainda não pude ver a Aurora Boreal, mas resolvo isso indo visitar as amigas que moram lá para os lados do norte. 🙂

Um beijo e que venha mais um ano….