Feliz Ano Novo!

New Year 2014_25

Li várias mensagens no Facebook de amigos e colegas que falavam das metas, resoluções para 2014 e de como foi 2013 para elas,  confesso que fiquei chocada com a maioria delas, pelo tom raivoso, pela afirmação triste de que o ano que está terminando foi uma grande bosta, que nada deu certo.

Gente… todo ano temos muitos momentos ruins, difíceis, quem não os tem? Mas também temos, ao longo do ano, boas surpresas, reconhecimento, respostas positivas para algumas de nossas questões (talvez mais do que esperamos ou merecemos). Não é tudo 99% ruim, imperfeito, feio e sem importância. Não posso acreditar nisso.

A vida tem um eco poderoso e ela nos devolve muito do que emitimos através dos nossos pensamentos, palavras, ações… eu sou prova disso, pois venho enfrentando meus demônios há uns bons anos e, normalmente, a coisa piora quando eu me fecho, quando escolho o sentimento errado para deixar inundar meu coração e pensamentos, para guiar minhas ações.

Estou falando isso porque eu não sou perfeita, não estou aqui para dar lição em ninguém. Eu erro, falo o que não devo, eu julgo, sinto raiva e praguejo também… porém, espero mudar isso todo dia um pouquinho. Não é fácil ter auto-controle em situações de fortes emoções, de rotinas extenuantes e que nos sugam quase toda energia. Cansa, desespera, entristece, machuca todos os envolvidos.

Então, olhando para trás e analisando minhas ações, decisões e escolhas em 2013, especialmente as que não quero que se tornem hábitos e dominem a minha vida, entendo que a primeira coisa, e mais eficiente, a ser feita no ano que chega é cuidar de mim, do que eu faço, penso e do que dou àqueles que convivem comigo. Só posso mudar a mim mesma.

Não serei exigente em 2014, não criarei listas com coisas que, obviamente desejo realizar, pois isso vai me gerar ansiedade, e criará expectativa. Quero sim, que meu coração esteja aberto para o que é bom, que Deus esteja sempre no meu coração e eu possa ser melhor para os que convivem comigo.

2013 foi um ano de grandes decisões, estou feliz e aliviada por ter voltado para casa, por reconhecer a hora de sair de cena, de encerrar relacionamentos ruins, que não me faziam bem e recomeçar. Não tenho medo disso, tenho medo sim de viver infeliz. Que o Novo Ano seja promissor, mais feliz, mais cheio de amor, abençoado e próspero para todos nós. E que tenhamos força e coragem  quando os maus momentos surgirem e sabedoria para decidir. Que Deus nos abençoe, proteja e afaste das más companhias.

Anúncios

Tudo novo!

Ou quase… mas ainda assim, renovação é a palavra do momento. Renovar o trabalho, os amigos, os amores, renovar a vida! O novo chega quando permitimos, quando abrimos espaço, quando nos desapegamos, quando temos coragem de deixar para trás velhos hábitos que não nos trazem mais resultados. Pelo menos não os resultados que esperamos, que nos faça andar para frente, nos faça crescer.

Mudei de academia de dança e estou curtindo muito! Meus colegas são tão divertidos e meus professores são maravilhosos! É um prazer enorme as duas horas de aula toda semana 🙂 Adoro, adoro! Foto do último baile com meus novos amigos e meu professor gato no meio da galera, de camisa branca. Rsrs!

BaileAcademiaJorgeLyno01

Tomei coragem e vou fazer uma tatuagem.. sim isso mesmo! Estou ainda em dúvida sobre o que tatuar, tenho alguns desenhos que gosto e estou na fase de pensar onde colocá-los. Pode deixar que venho mostrar as fotos das tattoos.

Cortei o cabelo também e ele está um pouco mais claro… estava cansada do cabelão comprido e sem jeito com cara de Maria mijona.. mas é óbvio que vou deixar crescer de novo, queria mesmo era dar leveza e movimento aos fios, no final vcs percebem.. eu mantenho o mesmo corte… hehe! Quem quiser indicação do profissional responsável, me fale.. ele é ótimo e ainda é gato meninas! Seria o pacote perfeito se fosse gay. Adoro cabeleireiro gay!!

Colagem

Estava trabalhando, fiquei na última empresa por dois meses e agora estou novamente procurando trabalho, quando as coisas não funcionam, não nos deixam realizados e felizes o melhor é mudar.  Então é isso, a vida chama e vou viver tudo o que há para viver, por isso o sumiço.  Beijos

Fazendo o que mais amo…

Musica

Desde criança sempre fui apaixonada por dança, minha mãe conta que a primeira exibição dessa paixão aconteceu quando eu tinha três aninhos. Estava na casa do meu tio que era nosso vizinho e estava tocando um sambão, correram em casa para chamar minha avó e ela para ver, eu em cima dos meus tamanquinhos brancos (aqueles com solado de madeira e uma fivela na frente) me requebrando toda. Hahaha! Minha mãe demorou a ir olhar, quando chegou eu estava cansada já e tinha parado de sambar..

Não lembro de ninguém me ensinando a sambar, eu simplesmente sabia. Meu pai dançava comigo às vezes, meu tio Fernando também, eu adorava, me sentia tão livre nos braços deles.

Ao longo da minha vida a dança sempre esteve presente. Fiz balé por alguns anos, mas não pude levar isso adiante, éramos pobres e minha mãe não tinha como bancar as apresentações e nem o custo das roupas. Foi frustrante ter que abandonar o balé.. aos 13, 14 anos comecei a frequentar as matinês dos clubes perto de casa e adorava! Ia com minha irmã, nossas amigas do colégio, os amigos do bairro, dançávamos em grupo, era moda fazer uns passinhos. Ahh época boa!

Quando eu estava com meus 19/20 anos descobri a dança de salão através das amigas Gabriela, Melissa e da mãe delas, minha querida tia Rose. Treinava com o irmão delas e depois íamos para os bailinhos, pelo menos 3 vezes na semana estávamos nas pistas do Circo Voador, Clube Municipal (morávamos em frente), academia do Carlinhos de Jesus e Jaime Aroxa. Nessa época eu perdi peso sem nem sentir e amava muito dançar, mesmo que no fim dos bailes meus pés doessem, valia muito a pena.

Enquanto morei na Noruega até tentei achar uma academia de dança, mas não achei uma que tivesse aulas de bolero, samba, zouk, salsa, soltinho, etc. Ou era dança do ventre ou somente salsa. Nem tentei levar meu ex, porque achava que ele não ia gostar ou conseguir acompanhar, sem falar no receio dele ter um ataque de ciúmes. Porque vocês sabem, na dança de salão as pessoas trocam de parceiro, dançam com outras pessoas sem problemas. Para um inciante acho que ele deveria começar com ritmos mais lentos.

Mas estou de volta e tratei de aceitar o convite da minha cunhada (a brasileira que é madrinha do meu filho) para assistir uma aula de um amigo dela que é professor de dança. Foi suficiente para decidir voltar com tudo! Que coisa maravilhosa foram os 90 minutos de aula. Me senti muito bem, muito mais leve e muito mais animada no fim da aula! Já vou me matricular para o mês de junho e dia 6 já estamos indo comemorar o aniversário de outro professor numa big festa!

Quilos extras, neuras, dores, tristezas, toxinas, pensamentos inúteis ADEUS! Na minha vida agora só coisas boas, pessoas bacanas, dança, muita dança, alegria, sorrisos. Vou fazer umas fotos ao longo dos meses pra vocês verem a transformação do corpo de baleia para o corpo de sereia. Rs! E viva a vida!

O melhor lugar é aqui

As escolhas na nossa vida sempre tem um preço, um resultado… o amor é a minha escolha, a paz de espírito também e acima de tudo está o meu amor próprio. Se eu não cuidar de mim, ninguém o fará, se eu não disser ‘não’ para o que me faz infeliz, isso vai me matar e eu não quero morrer ainda..

Chega um momento em que precisamos escolher para onde seguir, mesmo que isso signifique seguir sozinho. O medo me dominou por muito tempo, atrapalhou minha vida, me fez insegura, me tolheu a liberdade. Eu acredito muito na força e nos propósitos da vida. Por hora posso não entender o por quê do que me acontece hoje, mas sei que existe uma razão para tudo.

Tomar grandes decisões, que mudam totalmente a sua vida e daqueles que você ama, e que também te amam, não é simples e nem fácil… Dói, frustra e entristece escolher UM caminho, ter de deixar para trás pessoas e coisas importantes, mas às vezes é isso que podemos/temos que fazer no momento, para no futuro viver o resultado dessa escolha, dessa decisão.

Tive que fazer essa escolha três vezes ao longo dos últimos 3 anos e posso afirmar, é mais difícil por em prática a decisão tomada do que decidir por si só. Escolhemos sem sabermos se teremos sucesso, se o resultado disso será o fracasso. Porém, meu coração sempre foi o melhor conselheiro. Se existem sentimentos conflitantes gritando dentro de mim, é porque algo está errado.

Não vou entrar em detalhes, pois isso só diz respeito a mim e meu marido, mas quero informar que estou de volta ao Brasil e a sensação de voltar para casa, não podia ser melhor. Sou grata ao que a Noruega me ensinou, me proporcionou e deu nesse tempo em que lá vivi, mas o melhor lugar para mim neste momento é AQUI. Um beijo

Que…

Que eu continue com vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos,
uma lição difícil de ser aprendida.
Que eu permaneça com vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles vão indo embora de nossas vidas.
Que eu realimente sempre a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver,
sentir, entender ou utilizar essa ajuda.
Que eu mantenha meu equilíbrio,
mesmo sabendo que muitas coisas que vejo no mundo
escurecem meus olhos e o coração.
Que eu realimente a minha garra,
mesmo sabendo que a derrota e a perda são ingredientes
tão fortes quanto o sucesso e a alegria.
Que eu atenda sempre mais à minha intuição,
que sinaliza o que de mais autêntico eu possuo.
Que eu pratique mais o sentimento de justiça,
mesmo em meio à turbulência dos interesses.
Que eu manifeste amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes
me exige muito para manter sua harmonia.
E, acima de tudo…
Que eu lembre sempre que todos nós
fazemos parte dessa maravilhosa teia chamada vida,
criada por alguém bem superior a todos nós!
E que as grandes mudanças não ocorrem por grandes feitos
de alguns e, sim, nas pequenas parcelas cotidianas
de todos nós!

Chico Xavier

————–

Que o tempo ruim passe e enquanto não passa, eu tenha forças e coragem para manter-me de pé sem desistir. Que eu possa encontrar as respostas necessárias para as minhas questões mais urgentes e que essa tristeza que me assombra, muito frequentemente nos últimos meses, se extingua e eu possa me reencontrar em paz…

Eu tenho emprego!

Oi gente, vim rapidinho contar uma novidade muito especial. Já contei no FB, mas nem todos que lêem meu blog estão nos meus contatos por lá… Semana passada assinei contrato de trabalho e agora já não sou mais uma desempregada na Noruega. 🙂 Não é ótimo?

Foi uma baita surpresa, pois envio sempre currículos e a søknad, que é uma carta de apresentação, mas demoram a responder, isso quando respondem. Acho que a exceção à regra me favoreceu desta vez, pois a vaga era para quem falasse norueguês ou inglês. Tomei coragem e enviei o CV e a Søknad, em inglês mesmo, pois a que eu havia escrito em norueguês eu achei muito ruim.

Eu já havia até esquecido qual vaga era, mas a resposta no entanto chegou na hora certa. Num dia em que eu estava muito triste, pensando no que fazer, mega chateada com a minha situação, de quebra ainda fui olhar a minha passagem de retorno ao Brasil (pois prentendia remarcar para outra data, para não perder a passagem) e vi que haviam cancelado e pediam para entrar em contato. Eu só chorava..

Já eram 22h quando recebi o email falando de uma vaga para limpar uma farmácia aqui perto de casa, onde deveria responder um pouco mais sobre mim e umas outras perguntas. O fiz no dia seguinte, mas fiquei imensamente feliz pela chance. Não era somente uma resposta agradecendo o envio e prometendo entrar em contato caso surgisse uma vaga compatível com o meu perfil.

Fiz a entrevista, recebi as explicações sobre o serviço, assinei o contrato e no dia seguinte já comecei a trabalhar. Nem dormi na véspera de tão apavorada… a moça me explicou tudo bem rápido, deu para entender, mas imagina né? Primeiro emprego de fato, fastjobb, que é fixo, tive que começar sozinha, pois ela não conseguiu alguém para me dar orientação no primeiro dia. Deu frio na barriga, medo de fazer M… Mas deu tudo certo!

Espero que venham mais oportunidades, pois no meu caso quanto mais trabalho, mais dinheiro 🙂

Agora vou lá ver o que aconteceu com a passagem, não vou perder isso por nada, sabe lá se no verão posso ir ao Brasil visitar a família de novo?

Já é Ano Novo!

Oi pessoas,

Espero que tenham tido um ótimo fim de ano e que 2013, que acaba de começar, seja um ano generoso com todos vocês!

Por aqui tudo em paz, não escrevi no período de fim de ano pois estava retomando as coisas, a rotina, resolvendo as últimas legalizações do ano de 2012 via internet com meu filho, falando com ele e minha mãe no Brasil e claro, passando pelos longos dias de festa aqui. Na noite de Ano Novo fomos para casa de uma amiga e foi muito bom, boa conversa, ótima comida e muitas risadas.

Comecei o ano com mais trabalho a fazer, continuo minha rotina aqui com minhas faxinas privadas, também continuo procurando emprego, reativei minha conta no site do NAV (o órgão do governo que cuida de basicamente tudo sobre emprego, pensão, cursos, etc). As legalizações continuam surgindo e isso e muito bom!Vamos casar meu povo! 🙂

Falando nisso queria deixar registrado que as taxas do Consulado da Noruega para legalização de documentos aumentaram, agora custam 125,00 reais por documento. Como podem ver na tabela deles abaixo, o valor da Legalização de Documentos e Certificação da Tradução aumentou. A data informada para mudança está errada, eles colocaram como 01/12/2013.. sendo que foi à partir de 2012 a mudança.

Taxas

Bom, é isso.. vou estudar pois o norueguês tem que entrar na minha cabeça de qualquer jeito. Beijos, Feliz 2013 para vocês! Ahhh em uma semana completo 41 anos… ai ai ..