Passos lentos

Tem dias que parece que o tempo se arrasta, os minutos se tornam intermináveis… Ando tão cheia de coisas para fazer e de repente se abate sobre mim uma preguiça absurda, desânimo total. Tenho que finalizar umas coisas no antigo imóvel, mas estou enrolando tanto que só de pensar que ainda tenho que resolver isso.. aff, fico desanimada.

Pelo menos os armários novos chegaram, falta montarem, vou ligar e perguntar quando o montador vem. Não aguento minha mãe reclamando disso também. Aliás, ela é a rainha das reclamações. NUNCA vi igual! Agora mais do que nunca eu quero voltar a trabalhar, na verdade PRECISO! Será que quando me aposentar vou ficar maluca assim também? Minha mãe se tornou muito mais difícil depois da aposentadoria. Talvez eu devesse trabalhar até morrer….

Será que estou na TPM? Meus pensamentos andam muito estranhos, enjoados, idiotas, confusos.. Soube que meu pai (aquele que sempre foi mais ausente do que qualquer coisa) está internado com pneumonia. Pronto, suficiente para me fazer entrar em crise. Como a gente é bobo pensando que o passado ficando lá atrás está resolvido. Tem coisas que nunca se resolvem.

Vou visitá-lo amanhã, apesar de tudo ele é meu pai e me dei conta que o mal estar ao longo da minha vida inteira, foi por causa da pressão deles dois, meu pai e minha mãe. Filhos não podem julgar os pais, não podem decidir quem é mocinho e quem é vilão. Acabam por nos machucar e nos fazer sofrer com mágoas que nem são nossas. Que eles não funcionaram como marido e mulher eu sei… mas daí a fazer isso conosco? Essa é uma das coisas que mais me magoou e tirou meu sossego durante boa parte da minha vida. Chega.

Não posso falar sobre eles um com o outro, pq vira uma zona, fico ouvindo as razões de um e de outro e ainda tenho que “escolher” a quem dar razão! Pode isso? Não são os pais que eu sonhei, mas são os que tenho.. eu só quero viver em paz com cada um deles, sem ter a sombra da derrota, da cobrança em cima de mim. Quem casou e descasou foram eles… não eu e minha irmã. Ela pelo menos cumpriu o papel dela aqui e já não tem que aguentar isso. Agora eu tento administrar toda a pressão que fazem em cima de mim, já que me tornei filha única. É difícil… e  meio a isso tudo tenho que rebolar para não desistir dos meus sonhos e também de tentar realizá-los. Pena que nem isso eu possa dividir com minha mãe, meu pai então nem se fala.. ele nem sabia que eu tinha terminado o segundo grau!

Well, so many things to sort out… That’s life.

Anúncios

2 comentários sobre “Passos lentos

  1. É verdade Carolina.. e ver meu pai naquela cama de hospital me cortou o coração. Lamentei o tempo que não tivemos juntos, lamentei cada bobagem que ouvi deles sobre eles mesmos, mas ainda bem que tenho um tempo ainda para esclarecer algumas coisas.

    Quero que ele saiba o que se passou ao longo desses anos, como eu vivi essa situação. Toda história tem dois lados e ele não conhece o meu, assim como eu não conheço o dele. Apesar de tudo, amo meus pais, só queria que eles fossem mais felizes, que não cultivassem mágoas, isso não é saudável e tem seus efeitos.

    😐

  2. Acredito tb que os filhos nunca devam ser penalizados quando acontece alguma separação. Não importa quem fez o que pra quem, eles vão continuar sendo pai e mãe de algum filho perdido por aí. As vezes um fala mal do outro gratuitamente por recalque, as vezes o outro fala mal por conhecimento de causa, as vezes uns são impedidos de conviver, enquanto outros não estão nem ai mesmo. O problema é que nunca saberemos qual é a real situação e o poque as pessoas tem esses tipos de atitude. Mas pai e mãe é pro resto da vida e se não tentar ter uma boa convivência depois pode ser tarde demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s